O Brasil permanece liderando o ranking mundial de consumo de agrotóxicos.
Mesmo diante da evolução do setor de produtos orgânicos a cada ano, vale ressaltar a
necessidade de ampliar os esforços a fim de conscientizar nossa população sobre os
danos causados a nossa saúde e a natureza pelas substâncias químicas utilizadas na
produção tradicional de alimentos.

Segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), um
terço dos alimentos consumidos habitualmente pelos brasileiros estão contaminados,
em média cerca de 7 litros de substâncias venenosas são ingeridas por pessoa
anualmente. São mais de 70 mil registros de intoxicações agudas e crônicas no ano.

Não nos restam dúvidas de que os agrotóxicos fazem mal não só a nossa saúde como
também ao meio ambiente. Portanto, devemos continuar expondo a importância da
produção orgânica, mobilizando a população sobre o consumo consciente.

A produção orgânica nos proporciona alimentos altamente nutritivos e saudáveis, sem a
adição de agrotóxicos e fertilizantes artificiais. Além disso seu cultivo respeita o solo, a
água e todos os recursos naturais que dispomos.

Chega de agrotóxicos! Alimentação saudável é um direito de todos e não um privilégio.